24 de jan de 2005

Firefox cresce e Internet Explorer cai

http://www.estadao.com.br/tecnologia/internet/2005/jan/24/35.htm

Os índices não são muito expressivos, mas mostram que os internautas não estão satisfeitos com as constantes falhas apresentadas pelo browser da Microsoft.

São Paulo - Embora em ritmo lento, o Firefox continua a ganhar a preferência dos internautas, apresentando um crescimento de 0,9 ponto percentual entre dezembro do ano passado e janeiro. No mesmo período, o uso do Internet Explorer caiu 1,5 por cento.

De acordo com o instituto de pesquisas WebSideStory, o navegador da Microsoft detém agora 90,3% do mercado e o Firefox, cinco por cento. A queda paulatina do Internet Explorer deve-se, na opinião dos experts, às suas constantes falhas de segurança.

Segundo a consultoria OneStat, o FirexFox 1.0, que teve cerca de 19 milhões de downloads desde seu lançamento, há dois meses atrás, só não avançou mais, em razão de sua incompatibilidade com alguns websites.

João Magalhães

22 de jan de 2005

Como fazer uma música do CPM 22 em 5 lições

1. Coloque um título referente a algum adjunto adverbial de tempo. Ex: ontem, anteontem, amanhã, dias atrás, daqui a alguns dias, semana que vem, depois de amanhã, daqui a duas semanas, ano retrasado.

2. Recheie a letra com frases positivamente vagas e clichês como "amanhã vai ser melhor", "não vou olhar pra trás", "meu dia vai chegar", "nada pode me parar".

3. Abuse dos verbos de ligação nos finais das frases: ser, estar, ficar, continuar, parecer, permanecer, tornar.

4. Rime absolutamente tudo o que conseguir.

5. Se utilizar a palavra "assim", pronuncie-a como "acém". Ex: "eu sei que foi melhor acém".

Pronto! Agora você pode escrever sua letra, estourar nas rádios, tocar nos shows de aniversário da Mix FM e participar de propagandas da Nova Schin.

20 de jan de 2005

Anjinhos e inofensivos hoje, mas... e amanhã!?!

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u48916.shtml

Justiça manda prender ex-Menudo que não pagou pensão alimentícia

da France Presse, em Miami (EUA)

Um juiz da Vara de Família de Miami determinou ontem a prisão do ex-Menudo Charlie Massó porque ele não teria pago US$ 20 mil em pensão alimentícia à esposa e dois filhos, disse o advogado da requerente, Oscar Sánchez.

Segundo o advogado, Massó não compareceu pela segunda vez a uma audiência ontem em um tribunal de Miami, motivo pelo qual o juiz decidiu emitir a ordem. Massó, segundo Sánchez, não tem representação legal no caso, porque o advogado que trabalhava para ele renunciou, e também não se sabe onde está, embora seja bem provável que se encontre em Porto Rico, onde nasceu.

A ex-esposa de Massó, Yanilet Arocena, teria contratado um advogado na ilha caribenha para encontrá-lo. Sánchez afirmou que assim que o ex-Menudo for preso terá que pagar uma fiança de US$ 5.000, depois será convocado a uma audiência na qual "o juiz determinará o pagamento completo da pensão ou a prisão".

O advogado disse que Massó não paga a pensão mensal de US$ 750 desde março de 2003, e que nos últimos três anos pagou cerca de US$ 3.000, motivo pelo qual deve mais US$ 20 mil.

Sánchez explicou que, quando estava casado, o cantor vivia em Miami com a mulher e os filhos.

Charlie Massó, 36, juntou-se ao Menudo em 1982, com o qual excursionou pelo mundo. Em 1986, ele deixou o grupo para tentar uma carreira solo. Gravou dois álbuns, atuou em novelas mexicanas e até fez parte de uma orquestra de merengue no final dos anos 90.

Em 1998, participou do "Reencontro" dos ex-integrantes do Menudo, René, Johnny, Ricky e Ray, do álbum gravado pelo grupo e de uma turnê mundial.


Olha só o que fizeram no prédio da real Networks... Posted by Hello

13 de jan de 2005


Maria, quando criança, na primeira parte da minissérie. Posted by Hello

12 de jan de 2005

Hoje é dia de Maria

Pois é... depois do "Auto da Compadecida" essa é uma das melhores coisas feitas e apresentada pela rede Globo. Assisti ao primeiro capítulo ontem a noite e gostei muito. O texto é bom, o cenário é bom, tudo é bom.

Tiveram uma sacada muito legal, onde o cenário é como se fosse um teatro. Todos os bichos são marionetes e são representados e criados pelo pessoal do Giramundo.

Quem sabe isso não é um sinal de que a televisão possa ser boa novamente, hein!?!?
Assistam!!!

5 de jan de 2005


Capa do cd "Smile" lançado no ano passado por Brian Wilson. Posted by Hello

Brian Wilson

Poxa vida, como dizem por ae: "Quem é rei nunca perde a majestade!"

Brian Wilson é um gênio da música e graças ao meu pai tive acesso 'a ele desde pequeno ouvindo sua banda "The Beach Boys".
Por sorte meu pai me deu vários discos deles e os tenho até hoje bem guardados.
Brian era o líder e o baixista da banda. Pra mim era a melhor voz, mas o próprio Brian dizia que a melhor voz na banda era a do seu irmão, Carl Wilson.
The Beach Boys era uma banda de surf musica dos anos 60 e fizeram muito sucesso nos EUA e depois em todo o mundo, chegando até a competirem, de certa forma, com os Beatles. Você com certeza já ouviu alguma música deles em algum programa de televisão por aí... principalmente em algum programa de esporte quando tem alguma matéria sobre surf.

Dessa "rivalidade" com os Beatles só saiu coisas boas para as duas bandas. Após ouvir o disco "Robber Soul" dos Beatles, Brian Wilson ficou "louco" e quis fazer algo ainda melhor. Então ele propôs aos The Beach Boys que ele pararia de fazer shows com a banda e se dedicaria inteiramente ao estúdio e as composições da banda. Após um bom tempo a banda lança o álbum "Pet Sounds", considerado o melhor da banda e um dos melhores discos do mundo. Paul McCartney também acha isso. Por causa do lançamento desse disco os Beatles fizeram o tão maravilhoso "Sgt. Peppers" e o resto é história.

Brian (pelo que eu sei) ficou meio paranóico após o lançamento do Pet Sounds pois não se achava mais em condição de fazer algo tão bom ou superior ao seu último lançamento. Não que isso o impediu de fazer belos discos ainda, mas na cabeça dele ele não conseguia. Com seu envolvimento com álcool e drogas ele teve alguns surtos e chegou a ficar um bom tempo trancado em seu quarto.

Muito tempo depois ele resolve voltar a fazer música e lança um disco, o qual meu pai tb me deu (em vinil), mas que eu acho que não fez tanto sucesso. mas é bom... é diferente. Até o ano passado lançou mais alguns discos, inclusive um ao vivo onde toca músicas dele e músicas da época dos Beach Boys, maravilhoso.

Mas em 2004 ele retomou um projeto antigo dos Beach Boys, o álbum "Smile" que, até onde eu sei, não foi gravado pela banda... ou foi.
Mas o que importa é que ele regravou totalmente o disco e o lançou.

Neste natal meu pai meu deu uma coletânea do Genesis e fez uma cópia do Smile...
Foi a melhor coisa que ele me fez nos últimos tempos...
cacete que disco foda... aliás foda é pouco nem sei o que falar do disco. E o pior é que ele soa atual porém com a mesma timbragem da época dos Beach Boys... maravilhoso... e tem tb uma nova versão (de letra) para a música Good Vibrations.

Bom, muito bom...
Peço encarecidamente que vcs ouçam esse disco, baixem mp3, copiem de alguém, mas ouçasm.
Claro que agora quero comprar a versão original do disco, pois curto muito ter o original por causa do encarte e tudo o mais.

Desse disco ouçam: Surf's Up, Good Vibration, Heroes and Villains...
Procurem conhecer e ouvir The Beach Boys tb.
Depois vcs irão me agradecer!!!

Fica aí a dica!

Site do Brian: http://www.brianwilson.com

Interessante isso...

Li isso no Marketing Hacker e achei bem legal:

"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite de sua exaustão. Doze meses dão pra qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos... Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui por diante vai ser diferente..."

-- Carlos Drummond de Andrade

Alguém discorda!?!

4 de jan de 2005

Nova descoberta

Estava eu vendo algumas fotos no flog do Nenê Altro (vocalista do Dance of Days) quando em um de seus posts (esse aqui) li numa frase que existe uma outra dimensão paralela.

É a dimensão paralela para onde vão todas as meias esquerdas que desaparecem na casa da gente! Hehehehehehe.... Curto as coisas que ele escreve!

3 de jan de 2005

História do Rock Brasileiro

A Tv Cultura irá exibir no próximo sábado (08/01) um programa que contará um pouco da história do Rock Brasileiro.

Esse programa deve ser bem interessante e vai valer muito a pena assistí-lo. A única coisa chata é o horário... 2:00 da manhã!!

Sábado, 08/01/05
02h00 – História do Rock Brasileiro
TV Cultura

Como desenvolver sua atitude pró-Linux

Como desenvolver sua atitude pró-Linux

Traduzido por Augusto C. Campos

Apresentação

A defesa do Linux é interesse de grande parte dos usuários, e se dá através de participação ativa em fóruns, chats e listas de discussão, propaganda boca-a-boca, consultoria formal e informal, palestras, seminários e de muitas outras formas.

Entretanto, como qualquer outro tema controverso, a escolha de um sistema operacional pode dar margem a muitas discussões, e existem maneiras corretas e incorretas de lidar com elas. Muitos usuários apaixonados pelo sistema acabam causando mais dano do que bem à sua imagem quando atribuem a eles qualidades que ele não possui, ou quando esquecem a realidade e discutem baseado apenas na ideologia.

O que segue é uma tradução parcial e comentada do Linux Advocacy Mini-HOWTO, integrante da base de documentos do Linux Documentation Project e de autoria de Paul L. Rogers. Esta tradução será realizada nos termos da nota de copyright que consta na versão 0.5c do documento, datada de 3 de maio de 2000. O objetivo é a publicação no site que mantenho (BR-Linux.org), e a redistribuição e republicação é encorajada, desde que mantendo a íntegra desta apresentação e atendendo às notas de copyright do documento original.

Introdução

A comunidade Linux sabe há algum tempo que para diversas aplicações o Linux é um produto estável, confiável e robusto (embora não seja perfeito). Infelizmente ainda há muita gente, incluindo tomadores de decisões, que continua inconsciente da existência do Linux e de suas capacidades.

Para que o Linux e os demais componentes de suas distribuições possam atingir seu pleno potencial, é crítico que encontremos nossos "consumidores" potenciais e façamos a defesa (tomando o cuidado de não prometer mais do que devemos) do uso do Linux nas aplicações apropriadas. A razão do sucesso dos produtos de várias companhias nem sempre reside em sua superioridade técnica, mas também em sua capacidade de marketing.

Se você gosta de usar o Linux e gostaria de contribuir algo para a comunidade, considere atuar em uma ou mais das idéias deste mini-HOWTO e ajude outras pessoas a saber mais sobre o Linux.
Defendendo o Linux

Compartilhe suas experiências pessoais (boas e más) com o Linux. Todos sabem que os softwares possuem falhas e limitações, e se só tivermos comentários positivos, não estaremos sendo honestos. Eu [o autor original!] adoro mencionar sobre ter dado apenas 4 reboots (3 agendados) em três anos.

Se alguém tiver um problema que o Linux possa resolver, ofereça-se para fornecer indicação para as informações apropriadas (páginas da web, artigos de revistas, livros, consultores...). Se você não tiver de fato utilizado a solução que irá propor, mencione este fato.

Ofereça-se para ajudar alguém a começar a usar o Linux. Acompanhe-o, para ter certeza de que ele está em condições de usar o sistema efetivamente.

Algumas pessoas ainda acreditam que o Linux e sistemas similares operam apenas em modo texto. Assegure-se de que eles estejam cientes da existência de aplicações gráficas, como o Gimp (www.gimp.org)

Tente responder a uma pergunta de novatos a cada semana. Procure as questões mais difíceis, você pode ser o único capaz de respondê-las, e pode até acabar aprendendo alguma coisa no processo. Mas se você não está confiante na sua capacidade de responder corretamente, encontre alguém que possa.

Procure pequenas empresas de desenvolvimento de software e ofereça-se para fazer uma apresentação sobre o Linux.

Se surgir uma oportunidade, faça uma apresentação para o Setor de Informática da empresa onde você trabalha.

Participe de eventos da área de informática na sua comunidade ou região. Embora sua primeira prioridade deva ser contribuir para o sucesso do evento, use a oportunidade para que outras pessoas saibam o que o Linux pode fazer por elas.

Sempre considere o ponto de vista da pessoa a quem você está "vendendo" o Linux. Suporte, confiabilidade, interoperabilidade e custo são alguns dos fatores que um tomador de decisões precisa considerar - e o custo pode ser o menos importante deles.

A disponibilidade de suporte é muitas vezes mencionada como uma preocupação ao considerar a possibilidade de adoção de uma solução Linux. Mas várias empresas (inclusive no Brasil) podem ser contratadas para oferecer suporte, inclusive na modalidade 24/7 desejada por muitas empresas. E há também o suporte livre oferecido pela própria comunidade através da Internet.

Esclareça que a produção de software livre acontece em um ambiente de colaboração entre projetistas, analistas, programadores, testadores, escritores e usuários, que frequentemente resulta em produtos robustos e bem documentados como o Apache, GNU Emacs, Perl e o kernel do Linux.

Levante-se para que possam contá-lo! Registre-se no counter.li.org

Encontre um novo lar para seus CDs e livros de Linux que você não irá mais usar. Dê-os para alguém interessado em Linux, uma biblioteca pública, ou o clube de informática de uma escola. Mas antes certifique-se de que isto não irá violar a licença de distribuição de nenhum dos materiais doados, e informe ao pessoal da Biblioteca que o material do CD-ROM é livremente redistribuível. Acompanhe para se certificar de que ele seja realmente colocado nas prateleiras.

Quando comprar livros sobre software distribuído com o Linux, dê preferência a livros cujo autor é também o responsável pelo software - frequentemente os royalties da venda dos livros são a única renda que os autores recebem pelo seu trabalho.

Participe! Se você se beneficiou de um software livre, considere auxiliar a comunidade:
- submeta relatos detalhados sobre bugs
- escreva alguma documentação
- crie arte relacionada
- compartilhe seu talento administrativo
- sugira melhoramentos
- forneça suporte técnico
- contribua software
- doe equipamentos
- forneça apoio financeiro

Finalmente, tenha em mente que todos nós temos problemas mais sérios que a escolha de um ambiente operacional.


Códigos de conduta

Como um representante da comunidade Linux, participe de listas de discussão e fóruns de maneira profissional. Evite o uso de palavrões e o uso de linguagem vulgar. Suas palavras vão melhorar ou piorar a imagem que o leitor tem sobre a comunidade Linux.

Evite as hipérboles e afirmações sem substância a qualquer custo. É antiprofissional e resulta em discussões improfícuas.

Uma resposta bem argumentada a uma mensagem de lista ou fórum irá não apenas fornecer a informação da qual os seus leitores necessitam, como ainda irá aumentar o nível de respeito que eles têm por seu conhecimento e capacidade.

Se oferecerem isca para uma discussão desnecessária (flame war), não morda o anzol.

Lembre-se de que se você insultar ou for desrespeitoso com alguém, suas experiências negativas podem vir a ser compartilhadas com muitos outros. Se você ofender alguém, tente acertar-se assim que possível.

Concentre-se no que o Linux tem para oferecer. Não há necessidade de falar mal da concorrência. O linux é um produto sólido o suficiente para brilhar por seus próprios méritos.

Respeite o uso de outros sistemas operacionais. Apesar de o Linux ser uma excelente plataforma, ele não atende às necessidades de todo mundo.

Refira-se a outros produtos pelo seu nome próprio. Não há nada a ganhar ao tentar ridicularizar os produtos de outras empresas através de grafias criativas de seus nomes. Se queremos respeito para o Linux, devemos também respeitar os outros produtos.

Dê crédito a quem o merece. O Linux é o kernel. Sem os esforços de muitas pessoas envolvidas no projeto GNU, no MIT, Berkeley e outras numerosas demais para serem citadas aqui, o kernel do Linux não seria tão útil.

Não insista que o Linux é a única alternativa para uma determinada aplicação. Software livre também é liberdade de escolha.

Você encontrará casos onde o Linux não é uma alternativa. Seja o primeiro a reconhecer este fato, e ofereça outra solução.

Grupos de usuários

Participe de um grupo local de usuários. Se não houver nenhum grupo de usuários na sua área, inicie um.

Disponibilize palestrantes para organizações interessadas em saber mais sobre o Linux.

Emita comunicados sobre suas atividades para a imprensa local

Seja voluntário para configurar um sistema Linux para as organizações comunitárias locais. O processo deve incluir treinamento e documentação para permitir a manutenção.

Relações com fornecedores

Ao contemplar a aquisição de equipamentos, pergunte ao fornecedor sobre o suporte a Linux e experiência de outros usuários do produto com o Linux.

Considere apoiar vendedores que suportam produtos baseados no Linux

Apóie fornecedores que doam parte da sua receita para organizações como a Free Software Foundation ou seus equivalentes. Se possível, faça uma doação pessoal para uma destas organizações.

Link: http://br-linux.org/main/noticia-como_desenvolver_sua_atitude_p.html