2 de jun de 2004

Estatísticas de Browsers

Pessoal, to postando esse texto aqui que o Irapuan Martinez postou na lista ArqHp hoje pela manhã. Achei muito interessante, aliás, tudo o que ele escreve é sempre legal de se ler.

"Num universo de 20 milhôes de usuários, dividido num total de 100 países, a
Onestats colheu os números abaixo de estatísticas em navegadores:

http://www.onestat.com/html/aboutus_pressbox30.html

1. IE 6.0 69.3%
2. IE 5.5 12.9%
3. IE 5.0 10.8%
4. Mozilla 2.1%
5. Opera 7.0 1.02%
6. IE 4.0 0.6%
7. Safari 0.71%

No mesmo período, o TheCounter, outra empresa de estatísticas para web,
publicou os números abaixo, num suposto universo de 200 milhôes de visitantes:

1. MSIE 6."x 77%
2. MSIE 5.x 18%
3. Mozilla 1%
4. Netscape 7.x 1%
5. Netscape comp. 1%
6. Safari 1%
7. Opera x.x 1%

Nota-se que o Opera e o Safari começou a frequentar as rodas de
estatísticas de browser - sinal de amadurecimento na contabilidade desses
números e que o número de usuários está fazendo diferença. Mas os números
ainda refletem o desastroso monopólio da Microsoft.

É desastroso por que o IE exige hora extras de produção para se adequar o
código para rodar no seu engine precário em entender web standards - e
graças a sua esmagadora presença, não raro muitos desenvolvedores preferem
desenvolver apenas voltado para ele, ignorando que a web é independente de
plataforma e que a mesma demanda um determinado padrão.

O IE 5 foi lançado em maio de 1999. O IE 5.5, Julho de 2000. Somados, detém
em torno de 20% da audiência, quase 5 anos após o seu lançamento.

Como se sabe, não haverá mais o IE, à priori a versão 6.01 será a última.
Algum web engine novo virá apenas no Longhorn, e somente àqueles que
migrarem (ou seja, tiver hardware para suportar a migração e eventualmente,
pagar por ele). Se a gente for otimista e pensar que o web engine dele será
complacente aos padrões do meio - embora a gente não tenha certeza alguma
disso baseado na história pregressa da Microsoft em prejudicar a
interoperabilidade de suas ferramentas - levará alguns bons anos além do
que prometem lançar o Longhorn para o mercado se livrar do deficiente IE 6.

O IE 4 é de Outubro de 1997 e ainda gera presença nas estatísticas. Isso
são 7 anos! Se o Longhorn sai de fato em 2006 e proseguir nessa toada, em
2013 ainda terá gente usando IE 6 com deficiência em acessar documentos
padronizados.

Bom, esse é quadro pintado com bastante tinta preta. A boa notícia é saber
que há opção ao IE, e que embora devagar, vai conquistando seus fãs."

Irapuan Martinez: http://www.hypergraph.com.br